O desenvolvimento do tato nos bebês

O tato é o primeiro sentido que se desenvolve dentro do útero da mãe e é o último que desaparece antes de morrer, e ele é também o primeiro meio de comunicação do bebê entrando em contato com o seu meio mais próximo através da pele.
Quanto mais tocamos os bebês melhor será o desenvolvimento do cérebro deles. A base sensorial está no contato pele a pele, por isso o toque é tão importante para eles.
Assim que os bebês nascem, já apresentam sensibilidade com a maneira como são segurados e movimentados.
tato pode ser incentivado com objetos de diferentes texturas, como plástico, metal, madeira e pelúcia. Além do toque, outras partes do corpo evoluem nessa fase. A partir do segundo mês, a sustentação da cabeça progride e o bebê começa a ficar mais firme. Próximo aos 3 meses, ele passa a maior parte do tempo com as mãos abertas, as leva até a boca e segura objetos por alguns segundos.

O primeiro brinquedo que um bebê recebe é um chocalho. Ele não conseguirá agarrá-lo até que passem alguns meses e quando ele tenha um controle maior do seu corpo e das suas mãozinhas. Os bebês não necessitam de uma grande quantidade de brinquedos ao seu alcance, mas que estes sejam adequados a eles, seja porque lhes ajuda a estimulá-los física e sensorialmente como porque são adequados à sua idade. 
Os primeiros brinquedos do bebê devem ser aqueles que lhes estimulem os sentidos, como texturas, sons, cores, etc…

Aqui temos alguns exemplos de brinquedos que possam estimular o seu bebê:


Kit de Instrumentos Musicais Skip Hop
https://www.trendybaby.com.br/hora-de-brincar/kit-de-instrumentos-musicais-skip-hop
Mordedor La Sophie
https://www.trendybaby.com.br/hora-de-brincar/girafa-aros-coloridos-so-pure-sophie-la-girafe
Chocalho Wayne
https://www.trendybaby.com.br/hora-de-brincar/chocalho-wayne-macio-k-s-kids
Móbile Infantino
https://www.trendybaby.com.br/hora-de-brincar/mobile-infantino-com-mordedor-borboleta
Chocalho Ingenuity
https://www.trendybaby.com.br/hora-de-brincar/chocalho-coruja-de-pelucia-ingenuity

Conheça no nosso site todos os produtos disponíveis que vão auxiliar o seu bebê nessa fase

Quais os benefícios do Colar e pulseira de Âmbar

Em contato com a pele, seja pelo uso em colarpulseira ou tornozeleira, o âmbar báltico aquece e libera o ácido succínico, que é absorvido pelo organismo, promovendo seus benefícios e acelerando o processo de cura natural e de equilíbrio das energias do corpo de quem o está usando

Pesquisas científicas recentes revelam que o ácido succínico, presente no colar de âmbar báltico, tem uma influência muito positiva sobre o corpo humano, ajudando a melhorar a imunidade e o equilíbrio de ácidos quando absorvidos pela corrente sanguínea, gerando, desta forma, inúmeros benefícios do colar de âmbar para a saúde.

Um dos grandes motivos das mães gostarem tanto dos efeitos do âmbar báltico para seus bebês é que o ácido succínico também atua como um poderoso relaxante neuromuscular, além de ter propriedades analgésicas e anti-inflamatórias.

Em contato com a pele, seja pelo uso em colar ou pulseira  o âmbar báltico aquece e libera o ácido succínico, que é absorvido pelo organismo, promovendo seus benefícios e acelerando o processo de cura natural e de equilíbrio das energias do corpo de quem o está usando.

“Para as pessoas idosas, o ácido succínico provou ser indispensável e é capaz de restaurar o balanço energético no nível celular, que é muitas vezes prejudicado à medida que os anos passam. Ele ajuda o paciente a recuperar a sua energia juvenil”.

O âmbar báltico é, portanto, um tratamento milenar natural alternativo à base de resina fóssil com alta concentração do ácido succínico. Ou seja, os benefícios do colar de âmbar são para todos: bebêscrianças e adultos.

https://www.trendybaby.com.br/hora-de-cuidar/colarpulseira-de-ambar

Benefícios do colar de âmbar báltico para bebês e crianças:

Quando estão perto de completar seis meses de vida, os bebês começam a chorar sem motivos aparentes.

É que nesta fase, com a erupção dos dentes, eles sentem muito desconforto.

Neste momento, buscando sanar a dor dos filhos, algumas mães recorrem a medicamentos e outras ao colar de âmbar, que contribui para tranquilizar e aliviar os sintomas na fase da dentição.

Também é capaz de reduzir processos inflamatórios de gengiva, garganta e ouvidos.

Além disso, o âmbar tem propriedades analgésicas e anti-inflamatórias. É um calmante natural, descartando o uso de remédios para tranquilizar o bebê.

Estimula e melhora o sistema imunológico, auxiliando na recuperação mais rápida de gripes e febres.

Benefícios do colar de âmbar báltico para adultos:​

Veja abaixo os principais benefícios do colar de âmbar para adulto.

  • É um antibiótico e anti-inflamatório natural;
  • Estimula e melhora o sistema imunológico;
  • Pode auxiliar no tratamento de reumatismo, tendinites e artrites. Ajuda no tratamento da garganta, fígado, vesícula, bexiga, baço e rins;
  • É antioxidante, auxiliando na alcalinização do sangue;
  • É capaz de ajudar a neutralizar as energias negativas e influências psíquicas de outras pessoas, permitindo a cura do corpo. É conhecido por promover vitalidade;
  • Além disso, age diretamente no 3º chakra, equilibrando as energias do corpo;
  • Contribui para o alívio do estresse e da ansiedade;

Para obter ao máximo os benefícios do colar de âmbar báltico, considere as seguintes formas de uso:

  1. Para obter os benefícios terapêuticos, o âmbar deve estar em contato direto e contínuo com a pele – o máximo de tempo possível. Os colares devem ser usados por baixo de camisetas, tornozeleiras por debaixo de calças, etc.
  2. Utilize a joia de âmbar mais próxima ao local onde deseja seu efeito. Para desconforto na cabeça ou pescoço, prefira o colar. No caso de dores, artrites ou tendinites no pulso, mãos ou braços, utilize uma pulseira. No caso de desconforto nos pés ou pernas, prefira utilizar uma tornozeleira.
  3. Para usufruir dos benefícios do colar de âmbar, ele deve ser de âmbar do mar báltico, que tem maior concentração do ácido succínico.

Curiosidades e informações adicionais sobre os benefícios do colar de âmbar

Âmbar
O SOL EM NOSSA VIDA FORTALECE O CORPO E MENTE GRANDE PEDRA CONTRA REUMATISMO

Dureza: 2 – 2,5.

Materiais de Origem: Carbono, hidrogênio, oxigênio, enxofre.

Coloração: Amarelo-claro, amarelo-dourado, amarelo-mel, laranja, vermelho, marrom até negro, amarronzado, azulado, esverdeado, branco-leitoso, opaco até transparente.

Locais onde é encontrada: Dinamarca, Suécia, Rússia e Lituânia

Crenças e Mitos: O Âmbar remonta aos primórdios da humanidade. Os gregos chamavam-no de pedra dos elétrons, já que com uma fricção com um pano se carregava eletrostaticamente e ficava magnetizado. Entre os povos árabes, ela era portada como amuleto, a fim de afastar os maus espíritos e proporcionar a mais verdadeira alegria. Os ciganos dizem que se fixarmos o olhar numa pedra de Âmbar em direção à lua cheia, veremos o rosto do futuro amor.


Pesquisas científicas recentes revelam que o ácido succínico, presente no colar de âmbar báltico, tem uma influência muito positiva sobre o corpo humano, ajudando a melhorar a imunidade e o equilíbrio de ácidos quando absorvidos pela corrente sanguínea, gerando, desta forma, inúmeros benefícios do colar de âmbar para a saúde.

Efeitos terapêuticos para o corpo: Há cerca de 3.000 anos existem histórias sobre o Âmbar, ele é apontado entre as pedras curativas mais cobiçadas. Portado sobre a pele. alivia praticamente todas as espécies de moléstias da pele e alergias. Colocado próximo ao pescoço, alivia as dores da nova dentição (cordão de Âmbar para crianças). Alivia moléstias dos músculos e dos ossos.

Indicado para: Artrite, reumatismo, gota, artrose, dores das costas, doenças das juntas e sistema nervoso, órgãos da respiração, bexiga, vesícula biliar, pele, cabeça, fígado, estômago, rins, ouvidos, costas, plexo solar, dentes.

Efeitos terapêuticos para a psique: O Âmbar foi sempre encarado como pedra solar inspiradora que desperta em nós a alegria de viver. Traz luz e calor para nosso bem-estar e oferece uma irradiação fresca e alegre. Fortalece a capacidade de decidir e ajuda nos casos de irresolução e depressão. Na meditação, contribui para a abertura do plexo solar, liberando o caminho para o interior, o que faz com que sintamos sua suave penetração.

Indicado para: Libertação, sucesso, vida dos negócios, sensação de liberdade, motivação, parceria, potência sexual, proteção, autoconfiança, fluxo de calor.

Formas existentes: Pedra bruta, lapidada, pêndulo, pingente, cordão.

No nosso site você encontra diversos modelos de colares e pulseiras de âmbar do Mar Báltico da Lituânia da Baby Care e são confeccionadas à mão e à cada pedrinha são feitos um nó para melhor proteção das pedras. Todos possuem certificado de autenticidade.

A querida Girafa Sophie faz 60 anos

Era uma vez …
… a história da pequena girafa que nasceu em 25 de maio de 1961, no dia de Santa Sofia!

Na época, apenas os animais de estimação ou da granja tinham suas formas representadas no mundo dos brinquedos…

Então, um certo dia, na França, o Sr. Rampeau, especialista na rotomoldagem da borracha natural extraída da seringueira para a fabricação de brinquedos, teve a ideia de criar uma girafa. Era a representação de um animal exótico sem similares no mercado! O tamanho e a forma da pequena girafa também se adaptavam perfeitamente às mãozinhas dos bebês, que podiam segurá-la facilmente.

A primeira Sophie la girafe®, como ainda é conhecida hoje, foi fabricada no dia 25 de maio, motivo pelo qual recebeu esse nome.

O sucesso foi imediato! Desde o início, os jovens pais reconheceram nela um objeto indispensável para seus bebês. Quando os primeiros dentes começam a nascer, o bebê já não chora graças à Sophie la girafe®!

A fama da pequena girafa se espalhou de boca em boca.

No mundo todo, gerações de crianças irão se encantar ao ouvirem o som de Sophie la girafe® sempre que pressionarem sua cabeça ou sua barriguinha.

A empresa Vulli, sediada na França, na cidade de Rumilly (Alta Sabóia) é a zelosa detentora do segredo da fabricação deste brinquedo ícone no mundo.

Até o presente, Sophie la girafe® é produzida de forma quase ‘artesanal’, através de um processo que inclui 14 operações realizadas manualmente. É fabricada com borracha 100% natural, obtida do látex ou seiva da seringueira.

Estimula os cinco sentidos

Sophie la girafe® é O PRIMEIRO BRINQUEDO DO BEBÊ, e estimula CADA UM DOS SEUS SENTIDOS a partir dos 3 meses

AUDIÇÃO

Sophie la girafe® possui um apito que diverte e estimula a audição do bebê nos primeiros meses de vida. Posteriormente, o som ajuda o bebê a compreender a relação causa-efeito porque ao apertar o brinquedo o bebê ouve o divertido som do apito.

TATO

Tocar é a primeira forma do bebê se comunicar com o mundo exterior. O toque suave da girafa Sophie assemelha-se à pele da mãe, proporcionando ao bebê bem-estar emocional, acalmando-o.

PALADAR

Fabricada com borracha 100% natural e tintas de grau alimentício, Sophie la girafe® é completamente segura para seu bebê, semelhante ao bico de uma mamadeira. A textura macia e as diferentes partes que o bebê pode mordiscar (orelhas, patas, chifres) são perfeitas para acalmarem o desconforto das gengivas durante a dentição.

VISÃO

Aos 3 meses de idade, a visão do bebê ainda não está plenamente desenvolvida, mas ele já consegue distinguir o contraste de cores nos objetos. As manchas escuras contrastantes espalhadas por todo o corpo da Sophie la girafe® estimulam a visão do bebê e a transformam em um objeto familiar e reconfortante.

FÁCIL DE SEGURAR

Graças ao seu formato e seu tamanho de 18cm, Sophie la girafe® é perfeita para as mãozinhas do bebê. É muito leve e suas longas pernas e pescoço permitem que o bebê a segure facilmente desde muito pequeno.

OLFATO

O singular aroma da borracha natural extraída das seringueiras torna Sophie la girafe® um brinquedo muito especial para o seu bebê, que ele identificará facilmente entre os demais.

o hábito de beber água deve começar desde cedo. sabe porque?

Não há dúvidas de que a água é importante para nossa saúde. Mas não são todas as pessoas que têm o hábito de se hidratar com frequência. Por isso, lembramos que o hábito de beber água deve começar ainda na infância.

Sem a água é impossível que o organismo realize determinadas funções, como transporte de nutrientes pelo corpo, excreção, regulação da temperatura e processos fisiológicos, como a digestão.

Para evitar a desidratação das crianças, estabeleça uma rotina que envolva toda a família. Além de ser benéfico a todos, os pequenos verão nos pais um exemplo de como manter a hidratação em dia.

Lembre-se que a água deve ser, preferencialmente, filtrada ou fervida e que o ideal é levar a água de casa, pois sabemos a procedência.

Confira em nosso site a linha completa de copos Munchkin. Eles são ideais para hidratação em casa ou na rua, pois contam com diversas tecnologias que facilitam a pega e evitam o derramamento.

Fonte: Munchkin

como dar o primeiro banho no seu bebê

Os bebês são considerados recém nascidos desde o nascimento até o 28º dia de vida. Neste período, é comum você ficar preocupada com a fragilidade e saúde do seu filho. Afinal, essa fase é marcada pela primeira adaptação do bebê ao mundo aqui do lado de fora e o banho é o primeiro grande desafio.
A gente fica achando que o bebê vai escorregar, se machucar ou, pior, que a gente vai acabar afogando ele. Não, nada disso vai acontecer. Antes de tudo, deixe as coisas separadas. O trocador por perto, a toalha, o sabonete, o xampu e o algodão.
A mamãe também pode usar diversos produtos que vão facilitar esse momento tão prazeiroso para os dois, utilizando banheiras, almofadas de banho, canecas de banho, e quanto mais ele crescer, mais apetrechos vão aparecer no seu banheiro.
Mas vamos ao primeiro dia desse momento e lembre-se: basta um banho por dia. A temperatura recomendável da água é em torno de 35 a 36 ºC. Você pode usar termômetro de banheira ou seu próprio cotovelo: morna, agradável ao toque, é como ela deve estar. Feche janelas e portas para não entrar corrente de ar frio. Tire a fralda e limpe o bebê antes de colocá-lo na banheira. Restos de xixi e cocô podem contaminar a água da banheira se você não fizer essa limpeza.

A banheira deve facilitar a posição da mãe e do pai, por isso, deixe-a numa altura confortável. Tudo pronto, basta segurar a cabecinha e as costas do bebê com uma mão e lavar o corpinho com a outra. É preciso respeitar a ordem dos fatores. Inicialmente, lave o rosto, pois a água ainda está limpinha. Para lavar os olhos, passe algodão molhado do canto interno para fora. Depois, lave o corpo. Primeiro a frente e todos os membros, depois as costas e o bumbum – mantendo a cabeça a uma distância segura da água. A cabeça fica por último, pois como fica para fora da água o tempo todo, quanto menos tempo molhada, melhor. E lembre-se: xampus e sabonetes só os neutros, específicos para crianças.

Asma saiba como controlar

Chiado, tosse seca, falta de ar, sensação de pressão no peito: esses são alguns dos sintomas mais comuns da asma, que interferem diretamente na qualidade de vida dos pacientes.

Mas a asma por si só também pode ser fatal. Aproximadamente 250 mil pessoas morrem todos os anos em decorrência da doença, que é crônica, ou seja, não tem cura, mas pode ser mantida sob controle, com o alívio e até mesmo o desaparecimento dos sintomas. Além do uso da medicação correta, indicada pelo pneumologista, e o acompanhamento adequado, o paciente asmático também pode adotar uma série de medidas preventivas que ajudam a manter o quadro bem controlado e evitar crises. Reunimos abaixo 5 dicas, confira!

1) De olho no peso corporal
Diversos estudos demonstram que indivíduos obesos ou com sobrepeso e que tinham asma sentiram uma grande melhora do quadro ao reduzir o peso corporal.

Ainda não se sabe exatamente como isso se associa, mas tudo indica que a predisposição do estreitamento dos brônquios em indivíduos obesos pode ser a chave.

Além disso, a inflamação do tecido adiposo pode aumentar a resposta inflamatória nas vias aéreas, estimulando o surgimento de crises de asma.

2) Cuidado com o mofo
O mofo pode desencadear sérias crises de asma até mesmo em quem tem a doença controlada. Portanto, é preciso todo o cuidado e prevenção para evitar o aparecimento do problema.

“É crucial manter a correta higiene e ventilação dos ambientes da casa. Além disso, é preciso deixar ventilar armários e guarda-roupas, que também podem acumular mofo. Caso o mofo já tenha se instalado, a remoção deve ser realizada com o uso de produtos específicos para este fim, que eliminam os fungos com segurança”, explica a CEO da Aya Tech e engenheira química, Fernanda Checchinato.

A empresa de Fernanda criou uma linha específica para este fim, a Microbac, que tem como objetivo auxiliar na manutenção de um ambiente mais saudável e livre de fungos.

3) Cuidados com a intensidade dos exercícios físicos
As práticas físicas são excelentes para manter o corpo saudável e os pulmões em dia. No entanto, os treinos realizados por pessoas que não têm o quadro controlado podem causar crises de asma.

Isso ocorre por conta da desidratação das vias aéreas e do aumento do fluxo de ar, e pode piorar por causa da variação de temperatura também nas vias aéreas.

Para diminuir o impacto, é preciso se hidratar bem e exercitar-se prestando atenção às respostas do corpo. O uso de broncodilatadores antes das atividades pode ser recomendado, mas isso vai depender diretamente do quadro individual de cada paciente.

4) Xô, cigarro!
Cigarro e asma definitivamente não combinam. A fumaça do cigarro é muito prejudicial aos asmáticos, até mesmo se o doente não for fumante.

Ela pode agravar seriamente os sintomas e aumentar a inflamação dos brônquios, tornando mais difícil o controle da doença. Além disso, a pessoa asmática tabagista tende a perder progressivamente a função pulmonar, e conta com risco maior de mortalidade.

5) Tudo sempre limpo
Poeira, ácaros, pelo de animais: esses elementos podem desencadear crises alérgicas, que pioram o quadro de asma. Portanto, mantenha o ambiente sempre limpo, livre de pó.

Aspire sofás e tapetes diariamente, lave as cortinas com frequência e troque a roupa de cama ao menos duas vezes por semana. Essas são medidas simples mas de grande valia para controle da asma.

Como usar o extrator de leite materno

Aprender a usar um extrator de leite pode demorar tempo e exigir dedicação, mas vale muito a pena. Leia as nossas dicas sobre extração de leite para ajudar a encontrar o caminho certo para uma extração bem sucedida

Habituar-se com um extrator de leite pode demorar algum tempo mas vale muito a pena. O importante é ter paciência, mesmo que não consiga extrair tanto quanto gostaria, logo no início. Apesar de tudo, um extrator de leite não estimula em si as mesmas sensações que o seu bebê. Mas, com o tempo, o seu corpo vai aprender a ativar o seu reflexo de descida de leite quando extrai e a quantidade de leite deverá aumentar.

1: Você não precisa ter pressa pra começar

Nas primeiras quatro semanas, vai trabalhar juntamente com o seu bebê para iniciar e desenvolver a sua produção de leite. Se o seu bebê for saudável e a amamentação estiver correndo tudo bem, não vai precisar de um extrator de leite. No entanto, a extração é muito útil se precisar ficar longe do seu bebê durante algum tempo. Se não, desfrute deste tempo com o seu bebê e fique tranquila porque, mesmo que planeje extrair regularmente no futuro, não há necessidade de “treinar” o seu corpo para isso nas primeiras semanas.

2: Mas se o seu bebê não conseguir mamar

Se o seu bebê não conseguir mamar diretamente da mama, talvez por ser prematuro ou por ter necessidades especiais, ou porque estão separados por qualquer razão, inicie a extração dupla de leite materno logo que possa, depois do parto.

As investigações mostram que iniciar a extração durante as primeiras horas (quando um recém-nascido saudável começaria a mamar) ajuda as mães a produzirem um maior volume de leite nos primeiros dias e semanas, dando aos seus bebês uma melhor hipótese de se alimentarem exclusivamente com leite materno.

Se está a contar que o seu bebê (ou bebês) nasça(m) prematuramente, necessitando de cuidados intensivos, ou que tenha(m) uma condição que possa fazer com que a amamentação seja difícil, prepare-se. Aprenda a extrair, escolha um bom equipamento de que possa precisar e peça apoio a um profissional de saúde, a um consultor em aleitamento ou a um especialista em amamentação.

É importante retirar leite dos seus seios na medida em que o seu bebê mamaria, pois isto significa que os seios recebem a mensagem para produzir leite. No início, tente extrair oito a dez vezes a cada 24 horas e mantenha esta frequência quando o seu leite descer.

3: Programe bem

Na sua primeira sessão de extração, extraia durante pelos menos 15 minutos. Não se preocupe se não extrair muito leite no início. Em pouco tempo, a extração regular vai estimular os seus seios a produzirem mais leite.

Algumas mães acham que a extração uma hora depois de uma sessão de alimentação produz mais leite. Outras preferem extrair logo depois de cada segunda sessão. Tente extrair em alturas diferentes para perceber qual a que melhor se adequa ao seu estilo de vida. Quando perceber quais os momentos adequados para si, seja consistente, para o seu corpo se habituar à sua utilização do extrator de leite e às exigências adicionais relativamente à sua produção de leite. Pode sentir-se tentada a aumentar os intervalos entre as extrações, numa tentativa de recolher volumes maiores de leite. No entanto, se esperar até os seus seios estarem cheios, uma só sessão de extração não os irá drenar bem. Por isso, o ideal é extrair com frequência e regularmente.

4: Tenha cuidados de higiene

Lave sempre as mãos antes e depois da extração de leite e lave todas as peças do extrator que tenham estado em contacto com o seu leite ou com a boca do seu bebê. Também precisará de desinfetá-las, pelo menos uma vez por dia, depois de lavar. Certifique-se de que todas as peças sequem completamente e depois pode guardar o kit de extração num saco ou recipiente limpo até à próxima utilização.

5: Esteja preparada

Para evitar ter que interromper a sua sessão de extração de leite, antes de começar tenha perto de si tudo o que vai precisar. Uma bebida, algo para comer, o telefone ou o comando da TV, frascos ou sacos de conservação para o seu leite extraído e uma musselina para enxugar quaisquer pingos.

Um sutiã concebido especialmente para a extração permite-lhe manter as mãos livres, fazendo com que seja muito mais fácil operar os controles e fazer outras coisas enquanto extrai leite.

6: Instale-se confortavelmente

A melhor posição para a extração é uma posição em que se sinta à vontade. Estar descontraída é essencial para a libertação da hormona oxitocina, que estimula o seu reflexo de descida de leite. O desconforto e as distrações podem dificultar este processo, pelo que deve escolher um local sossegado e confortável e certificar-se de que os seus braços e costas estão bem apoiados enquanto extrai.

Se não estiver a usar um sutiã de extração, segure no seu funil entre o polegar e o indicador e use a palma da mão e os outros dedos para apoiar a mama. Encoste o funil à mama suavemente. Pressionar demais pode comprimir o tecido da mama e obstruir o fluxo de leite.

Algumas mães sentem que a respiração profunda, a música relaxante, as técnicas de visualização, ou terem o parceiro a massajar-lhes as costas e os ombros, podem ajudá-las a extrair mais leite.

7: Dê um impulso à descida do seu leite

A maioria dos extratores de leite elétricos a baterias ou pilhas da Medela utilizam a tecnologia 2-Phase Expression, que imita a forma como o seu bebê mama (com uma sucção rápida e leve seguida de sucções mais lentas e fortes), para ajudar a ativar a sua descida de leite. Massagear os seus seios antes e durante a extração, bem como aquecê-los aplicando uma compressa morna (como uma flanela) antes da extração, têm-se revelado formas de ajudar a estimular o seu fluxo de leite e de aumentar a quantidade que recolhe.

Os cientistas descobriram que o contacto pele-com-pele com o seu bebê antes e durante a extração também pode ajudá-la a extrair mais leite. Isto acontece porque o calor e o toque da pele do seu bebê contra a sua pele liberta oxitocina no seu corpo. Com efeito, algumas mães sentem que a extração corre melhor se estiverem a amamentar o seu bebê da outra mama enquanto extraem, devido a esta estimulação adicional.

Se o seu bebê não estiver consigo, tente olhar para uma fotografia ou vídeo dele, ou cheirar uma peça da sua roupa, durante a extração. Conseguir ter uma ligação com o seu bebê ao mesmo tempo que extrai leite é outra forma de aumentar o seu nível de oxitocina e de ajudar o seu leite a fluir.

8: Tire partido do seu fluxo de leite

Muitas mães não se apercebem da sua descida de leite, por isso esteja atenta durante a extração. Quando começar a ver jatos de leite a atingirem o frasco ou saco de conservação, vai perceber que está a acontecer.

Se estiver a utilizar um extrator de leite com a tecnologia 2-Phase Expression, ele terá um modo de estimulação e um modo de extração. Normalmente, o modo de estimulação dura cerca de dois minutos, mas assim que vir o leite a fluir como descrito, é importante que mude para a fase de extração. Isto porque, tipicamente, esta primeira descida fornece à volta de 36% do volume de leite, por isso estará a tirar proveito do seu fluxo para recolher mais leite.

9: Encontre a sua zona de conforto

Durante a fase de extração, extraia com o seu vácuo de conforto máximo, que é a situação de extração de leite mais elevada que pode usar sem ficar desconfortável. As investigações demonstram que assim se extrai uma quantidade de leite semelhante à que um bebê extrai quando mama.

Para encontrar o nível certo para si, aumente gradualmente a sucção do extrator de leite até ficar ligeiramente desconfortável e depois baixe um pouco.

10: Adapte a duração das suas sessões de extração

Assim que a sua produção estiver estabelecida (ao fim de cerca de quatro a seis semanas), pode começar a definir durante quantos minutos precisa extrair, poupando um tempo valioso. Algumas mães precisam extrair durante mais tempo do que outras, devido ao número de descidas de leite, que determina a frequência e a duração do fluxo de leite. O que é realmente maravilhoso é que, enquanto cada mãe tem um padrão de fluxo único, o seu será sempre igual de cada vez que extrai, bem como quando amamenta.

Então, como pode saber qual é o seu padrão? Escolha uma altura em que normalmente extrai o maior volume de leite e observe enquanto extrai, notando quando os jatos de leite começam a sair do seu mamilo, ou quando o leite pinga no recipiente durante a sessão.

Uma mãe que só tem descidas de leite no início de uma sessão, terá retirado a maior parte do leite dentro de oito a dez minutos e extrair durante mais tempo não vai dar-lhe mais leite. Por outro lado, uma mãe que tem muitas descidas de leite, ou descidas mais tardias, pode precisar extrair durante quinze minutos ou mais, para drenar a mama completamente.

11: Não ignore o desconforto

Extrair leite materno não deve doer. Se sentir desconforto durante a extração, ou se notar bolhas ou irritações no mamilo ou na mama, tente reduzir a sucção do extrator de leite.

Certifique-se também de que está a utilizar um funil do tamanho certo (a parte afunilada que se ajusta sobre a sua mama). O túnel do funil deve ajustar-se bem ao mamilo, mas deixando espaço suficiente para que este se mova para a frente e para trás sem roçar. Não deve roçar ou puxar demasiado da sua auréola (a zona escura em redor do mamilo), ou da pele da mama à sua volta, para dentro do túnel enquanto extrai. Um funil que não se ajuste bem pode reduzir a quantidade de leite que extrai e por isso a Medela tem funis de vários tamanhos diferentes.

Se o desconforto continuar depois de ter experimentado estas dicas, pare de extrair e aconselhe-se com um consultor em aleitamento ou um especialista em amamentação.

De que é composto o seu leite materno?

Está cheio de nutrientes que alimentam e protegem o seu bebê. Mas sabia que a composição do leite materno varia com o tempo? Descubra de que é composto o leite materno e como muda para satisfazer as necessidades do seu bebê.

Como se trata do primeiro alimento do seu bebê, as suas expetativas são que os ingredientes do seu leite materno incluam nutrientes básicos essenciais, como hidratos de carbono, proteínas e gorduras, bem como água para o manter hidratado. Mas o leite materno não é um alimento vulgar – tem um valor que vai para além da nutrição.

De que é feito o leite materno?

Aqui estão alguns dos outros constituintes do leite humano presentes em todas as sessões de alimentação, muitos dos quais não podem ser replicados:

  • Milhões de células vivas. Estas incluem glóbulos brancos, que reforçam o sistema imunitário e células estaminais, que podem ajudar no desenvolvimento e regeneração dos órgãos.
  • Mais de 1000 proteínas que ajudam o seu bebê a crescer e a desenvolver-se, ativam o seu sistema imunitário e desenvolvem e protegem os neurônios no seu cérebro.
  • Todas essas proteínas do leite materno são compostas de aminoácidos. Existem mais de 20 destes compostos no seu leite. Alguns deles, denominados nucleotídeos, aumentam durante a noite e os cientistas pensam que podem provocar o sono.
  • Mais de 200 açúcares complexos denominados oligossacarídeos que atuam como prebióticos, alimentando o intestino do seu bebê com “bactérias boas”. Também impedem que as infeções entrem na sua corrente sanguínea e diminuem o risco de inflamação cerebral.
  • Mais de 40 enzimas. As enzimas são catalisadores que aceleram as reações químicas no corpo. As que estão no seu leite tem tarefas como ajudar a digestão e o sistema imunitário do seu bebê e ajudá-lo a absorver ferro.
  • Fatores de crescimento que sustentam o desenvolvimento saudável. Estes têm efeito em muitas partes do corpo do seu bebê, incluindo os intestinos, os vasos sanguíneos, o sistema nervoso e as glândulas, que segregam hormonas.
  • No que diz respeito às hormonas, o seu leite materno contém imensas! Estes químicos inteligentes enviam mensagens entre tecidos e órgãos, para garantir que trabalham adequadamente. Alguns ajudam a regular o apetite e os padrões de sono do seu bebê e ainda reforçam a ligação que tem consigo.
  • Vitaminas e minerais – nutrientes que sustentam o crescimento saudável e o funcionamento dos órgãos, além de ajudarem na formação dos dentes e dos ossos do seu bebê.
  • Anticorpos, também conhecidos como imunoglobinas. Existem cinco formas básicas de anticorpos e todas podem ser encontradas no seu leite. Protegem o seu bebê de doenças e infeções, neutralizando bactérias e vírus.
  • Já deve ter ouvido falar de ácidos gordos de cadeia longa porque têm um papel crucial no desenvolvimento do sistema nervoso do seu bebê, ajudando também no desenvolvimento de um cérebro e de uma visão saudáveis. E, já adivinhou, também existem muitos destes no seu leite!
  • Os 1400 microRNAs, que se pensa que regulam a expressão genética e ajudam a prevenir ou a parar o desenvolvimento de doenças, sustentam o sistema imunitário do seu bebê e desempenham um papel na remodelação da mama.

Apesar de já ser uma lista longa, estes são apenas alguns dos ingredientes do seu leite materno e os cientistas continuam a descobrir mais. Surpreendentemente, os níveis destes ingredientes podem flutuar ao longo do tempo, dependendo da idade e das necessidades do seu bebê.

Os primeiros dias: Colostro

O primeiro leite que os seus seios produzem depois do nascimento do seu bebê chama-se colostro. Este leite materno espesso e pegajoso é muitas vezes denominado “ouro líquido”, não só devido à sua cor amarela ou alaranjada, mas também por ser tão importante para a alimentação e proteção do seu vulnerável recém-nascido.

No início vai produzir quantidades muito pequenas – só 40 a 50 ml em 24 horas – mas como o estômago do seu bebê é do tamanho de um berlinde, não vai precisar de mais. O colostro também é muito fácil de digerir. E o que não tem em quantidade compensa com qualidade.

Nas semanas seguintes: Leite de transição

Durante a primeira semana de vida do seu bebê, cerca de dois a quatro dias após o parto, o seu leite materno muda em quantidade. Poderá sentir os seus seios a ficarem mais cheios e firmes – uma mudança a que se chama “descida do leite”. Ao terceiro dia, o seu bebê consome 300 a 400 ml de leite materno todas as 24 horas e ao quinto dia aumenta para 500 a 800 ml, por isso não é de estranhar que sinta os seus seios maiores!

Do quinto ao décimo quarto dia, o seu leite chama-se leite de transição. Como o nome indica, está a mudar de colostro para leite maduro. Torna-se mais cremoso em cor e textura e também tem um teor mais elevado de gordura, calorias e lactose (um açúcar natural), fazendo com que seja o alimento ideal para o seu recém-nascido em rápido crescimento.

Mas pode ficar descansada que ainda está cheio de anticorpos, células vivas, bactérias “boas” e outros ingredientes bioativos para o proteger e o manter saudável.

Das quatro semanas em diante: Leite maduro

Quando o seu bebê tiver quatro semanas, o seu leite materno estará completamente maduro. Será rico em proteínas, açúcar, vitaminas e minerais, além de numerosos componentes bioativos, tais como hormonas, fatores de crescimento, enzimas e células vivas, para sustentar o crescimento e o desenvolvimento saudáveis do seu bebê.

Normalmente, a partir das quatro semanas, o conteúdo nutricional e os níveis de ingredientes no leite maduro permanecem relativamente consistentes. Mas a composição do seu leite materno ainda pode mudar de dia para dia e de uma sessão de alimentação para outra.

Por exemplo, se um dos dois estiver doente, o seu corpo cria anticorpos para combater essa doença em particular, os quais se tornam parte do seu leite. E, surpreendentemente, à medida que o seu bebê começa a explorar o mundo e a pôr brinquedos na boca, o nível de enzimas protetoras que lutam contra as bactérias no seu leite sobe. Esta variação na composição do leite materno mostra como se adapta às mudanças nas necessidades do seu bebê.

Fonte: Medela

A melhor Maneira do bebê pegar o peito

No começo da amamentação é normal ficar confusa e preocupada com a produção do leite materno e como fazer para o bebê pegar a mama, por isso preparamos um pequeno guia para as mamães de primeira viagem.
No começo, ou seja, nas primeiras semanas da amamentação, é normal a mamãe ficar esgotada mas não se preocupe, isso acontece com a grande maioria mas passa.
Para desenvolver melhor a produção do leite é normal amamentar 24 horas por dia e realmente pode ser muito cansativo mas tenha paciência, se cuide e descanse porque isso vai ficar muito mais fácil com o tempo. Depois das primeiras semanas isso vai mudar.
Os bebês recém-nascidos tem um estômago muito pequeno que cresce muito rápido e vai se adequando a quantidade de leite necessitado. Permitir que o seu bebê tome a quantidade que necessita e quando necessita vai ajudá-lo a voltar ao peso que tinha quando nasceu e continuar a crescer.
O correto é amamentar de duas em duas horas ou de três em três durante o dia e durante a noite pode ser de três em três ou dê quatro em quatro horas ou dependendo do seu bebê até com intervalos de cinco horas.
Cada dia é diferente assim como os bebês. Alguns são super rápidos e se satisfazem em 15 minutos mas outros mamam por até uma hora. Não faça comparação com os outros bebês.
A cada mamada deixe o seu bebê no seu peito até quando ele quiser, depois ofereça a outra, que ele pode querer ou até rejeitar. Quando ele estiver satisfeito, larga a mama naturalmente e fica tranquilo e relaxado e pode até a adormecer. Na próxima troque de mama oferecendo a outra antes.
O primeiro mês é o mais complicado e exigente mas não é uma regra quando se trata de amamentação. O bebê vai estar sempre com fome e mamar com frequência, assim iniciam e desenvolvem a sua produção de leite durante esse primeiro mês e isso também cria uma base para a produção de leite no futuro. Talvez até de 45 em 45 minutos.
Tem mais um ponto interessante, os bebês também querem estar em contato com as mães o tempo todo. As luzes brilhantes e os sons do mundo exterior podem assustar no início e o seu bebê precisa do seu contato para se manter calmo e tranquilo.
Muitas vezes o choro significa que o seu bebê quer estar junto da mãe e não fome mas acabam sugando pelo aconchego que isso traz pros bebês.
Os bebês no começo são muito novos para ter uma rotina então deixe que eles vão formando com o passar do tempo os seus próprios horários. Fique atenta aos gestos que eles fazem como lamber os lábios, chupar as mãos, abrir a boca ou virar a cabeça com a boca aberta pois isso pode ser sinal de que ele está com fome, não espere ele chorar.
Sempre que o seu bebê mama, ele suga muito rápido no começo fazendo com que o seu mamilo seja estimulado e fazendo com que o leite desça pelos seus canais de leite.
Essa estimulação dos mamilos aciona o cérebro para liberar o hormona oxitocida que passa ao longo do seu corpo fazendo com que os pequenos músculos em redor das glândulas produtoras de leite na mama se contraiam, elas também dilatam todos os canais por onde passa e assim começa a fluir o leite.
Estar bem apoiada e confortável durante as sessões de alimentação é muito importante para a descida do leite. Estar estressada pode fazer com que não aconteça ou que não funcione devidamente.
A oxitocina é uma hormona de ação curta e pode estar no corpo durante apenas 30 a 40 segundos. O seu leite flui e o seu bebê bebe. Depois a oxitocina dissipa-se e tem outra descida de leite e ele bebe de novo e assim por diante. É por isso que os bebês param de mamar e têm pequenos períodos de repouso ao longo de uma sessão de amamentação. Assim é a natureza.
Enfim tudo vai passar e as mamães vão se adaptar com tudo nesse maravilhoso mundo encantado de ser mãe.



.


Slime de Banho

Oi mamães.
Agora temos uma ótima notícia para aqueles filhinhos que não querem tomar banho ou dão muito trabalho para enfrentarem esse momento.
Chegou o Slime de Banho da Iaé com shampoo, condicionador, sabonete líquido banho de amor e pote cremoso de slime. Com excessão do creme de pentear, os outros todos são super coloridos como um slime mesmo e a brincadeira é deixá-los todos coloridos e fazerem brincadeiras com o corpinho enquanto tomam banho. O lance é passar no corpo seco pra ficar bem colorido e aí entrar debaixo do chuveiro. Além das cores lindas, o cheirinho é delicioso.
Faça da Hora do Banho uma hora divertida.